sábado, 12 de abril de 2014

DEFININDO O AMOR


DEFININDO O AMOR


É gelo abrasador, fogo gelado,
é ferida que dói e não se sente,
é um sonhado bem, um mal presente,
é um breve descanso mui cansado.

É um descuido a dar-nos um cuidado,
um covarde com nome de valente,
um solitário andar por entre a gente,
um amar tão-somente ser amado.

É uma liberdade encarcerada,
que chega até a suma excitação,
é moléstia que cresce se curada.

É o menino Amor, a perdição:
vê, não será amigo já de nada,
pois é contrário ao próprio coração

Francisco de Quevedo (1580-1645)
Tradução de Renata Cordeiro

6 comentários:

Sonia Pallone disse...

Minha querida, hibernei por conta do falecimento de minha mãe, mas ainda dolorida e voltando aos poucos, vim te deixar um beijo e meu carinho, obrigada pela visita ao Solidão de Alma

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Olá Renata! Fiquei muito feliz com a tua honrosa visita e, principalmente, por teres te tornado seguidora do nosso humilde espaço. Isso somente aumenta a minha responsabilidade de melhorar tudo aquilo que crio e escrevo. espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado. Eu, particularmente, aqui voltarei, pois, além de teres um espaço interessante e bastante aconchegante, tomei a liberdade de me tornar teu seguidor, isso até quando permitires, é claro.

Quanto ao post, Belíssimo soneto do Francisco de Quevedo. Uma bela definição do amor.

Abraços e uma ótima semana paea ti e para os teus.

Furtado.

Rita Freitas disse...

Muito bonito. Obrigado pela partilha.

Bjs

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Oi Renata! Passando para agradecer a tua visita e o amável comentário, bem como dizer que tentei visitar os espaços por ti citados, mas, infelizmente, obtive sucesso, mas sim, o seguinte recado:

Parece que você não foi convidado para ler este blog. Se achar que trata-se de um engano, recomendamos que você entre em contato com o autor do blog e solicite um convite.

Abraços e uma ótima tarde.

Furtado.

São disse...

Muito semelhante a um poema do grande e imortal Luís Vaz de Camões...e que eu desconhecia.

Minha querida amiga, desejo-lhe uma Páscoa com muita esperança , junto aos seus,

Abraço com muito carinho de mim para si, Renata

Evanir disse...

Páscoa é dizer sim ao amor e a vida.
É investir na fraternidade,
é lutar por um mundo melhor,
é vivenciar a solidariedade.
Que a alegria da Páscoa invada o
eu coração e o daqueles a quem ama,
irradiando luz para iluminar e fazer
brilhar o mundo em que vivemos,
enchendo-o de amor, saúde e paz.
Espero que fique em nossos corações,
para sempre, as marcas da nossa.
Amizade.
Um beijo carinhoso ,
Evanir..
Estou deixando mimos na postagem..
Ofereço com carinho.