sábado, 23 de abril de 2016

TATUADOS, POEMA DE SILVIA SCHMIDT



TATUADOS, POEMA DE SILVIA SCHMIDT
                               


Hei de deitar-me um dia no teu leito, 

Hei de te olhar nos olhos, a sorrir, 

Hei de dizer - sem medo e sem fingir - 

De quantos sonhos meu amor é feito. 



Tu me olharás, ardendo-te em desejo, 

E atrairás meu corpo para o teu. 

Hei de sentir-te finalmente meu, 

Hás de sugar-me a alma com teu beijo. 



Nós perderemos a noção do tempo, 

Nós ouviremos o soprar do vento, 

Cantando nosso amor em prosa e verso. 



Seremos força viva no presente, 

Seremos água e sede eternamente,

Tatuados para sempre no universo. 

4 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia,Renata! Gostei da tua lista por lá! Valeu! Quanta coisa cabe numa lista,não? E mesmo assim ainda algo esquecemos! bjs, chica

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Renata.... sensacional postagem....
"Nós perderemos a noção do tempo,
Nós ouviremos o soprar do vento,
Cantando nosso amor em prosa e verso."...
A tatuagem mais perfeita... a tatuagem d´alma
Beijo Moça!

Elvira Carvalho disse...

Muito bonito o poema.
Não conhecia esta poetisa.
Abraço e bom fim de semana

Artes e escritas disse...

Renata, estou muito agradecida pelo comentário e visita ao meu blog. A permissão para compartilhar a poesia do blog está concedida. Um abraço, Yayá.